-       Neste primeiro momento se dê tempo e espaço para se adaptar e se organizar diante das novas exigências e rotinas de uma quarentena.

-       Para tentar entrar em contato com nossos sentimentos responda as perguntas: Como estou me sentindo? Do que eu preciso neste momento? O que eu enluto e deixo ir neste momento? Como eu gostaria de passar por este momento? O que eu quero cuidar? Como eu posso cuidar dos outros? Que medidas eu preciso tomar para seguir? Quando entramos em contato com nossos sentimentos e necessidades ficamos mais centrados e podemos encontrar ações que nos apoiem. 

-       Construa o hábito de escrever sobre os seus sentimentos. Escreva sobre tudo que está passando pela sua cabeça. Medos, receios, desejos, sonhos… 

-       Meditação e respiração podem ajudar muito. Existem muitos apps disponíveis. Em momentos de maior estresse ou pânico faça a respiração com contagem: 4 segundos para inspirar, 4 segundos com o ar preso no pulmão, 4 segundos de expiração, 4 segundos com os pulmões vazios. 

-       Exercite a atenção plena, mantendo a consciência nos pensamentos, sentimentos, sensações corporais e no ambiente a sua volta. Esteja totalmente atento enquanto faz suas atividades. Por exemplo, no banho sinta a água caindo e passando pelo seu corpo, perceba sua temperatura, os sons, os cheiros…

-       Mantenha-se bem informado, mas cuidado com o excesso de informações.

-       Reduza o seu tempo de consumo de notícias. Escolha horários específicos para se informar.

-       Consuma informações de lugares seguros, confiáveis e válidos.

-       Escreva as coisas sobre as quais você tem controle neste momento. Podem ser pequenas coisas como cuidar de si, da sua higiene pessoal, evitar sair de casa, cozinhar, se informar, organizar a sua casa. Foque no que você de fato pode controlar.

-       Viva dia por dia. Se concentre neste dia, planeje o seu dia diante do que você pode fazer hoje. Evite fazer planos e pensar muito num futuro incerto. 

-       Esteja com quem você ama, mesmo que virtualmente ou por telefone.

-       Verbalize seus sentimentos para as pessoas que você ama e confia. 

-       Exerça sua criatividade.

-       Trabalhos manuais como desenho, bordado, pintura, crochê, cozinhar, etc., podem ajudar você a se expressar, se tranquilizar e passar o tempo

-       Aprenda algo novo. Uma nova língua, alguma habilidade, uma receita nova, um exercício novo, uma música nova… Faça um pouco todo dia. Existem muitos cursos disponíveis gratuitamente na internet.

-       Se exercite. Encontre um exercício que você possa fazer em casa, nem que seja um alongamento. Desta forma você estará liberando hormônios geram uma sensação de recompensa e bem-estar no organismo. 

-       Leituras e reorganizações de ambiente também podem ajudar.

-       Deixe seu ambiente limpo e organizado. O que você pode fazer para deixar ambiente da sua casa mais agradável?

-       Está cansado do seu ambiente? Mude os móveis de lugar!

-       Se você está com a família, vocês podem fazer coisas juntos? Jogar, cozinhar, assistir filmes?

-       Se você mora com mais pessoas encontre momentos para ficar sozinho. 

-       O equilíbrio entre estar em contato com as pessoas e estar sozinho é bem importante.

-       Se você mora sozinho, encontre amigos e pessoas queridas virtualmente. 

-       Observe elementos naturais e a rua. Cuidado com o uso excessivo das telas.

-       Confie na sua capacidade própria de adaptação, de criatividade e de reorganização.

-       Crie uma rotina. Se arrume todo dia, troque de roupa, etc. 

-       Tente fazer coisas diferentes em ambientes diferentes: trabalhar na sala, descansar no quarto.

-       Se mantenha em contato com a realidade que há para além da urgência. 

-       Não crie expectativas megalomaníacas de fazer tudo e resolver tudo neste tempo de recolhimento. Vá aos poucos, dia por dia. No seu tempo. 

-       "No tempo de chorar e ter medo; aceitação e empatia. No tempo de acreditar e seguir; esperança e fé." - Cintia Lavratti.

-       Fazer psicoterapia online também é uma opção para ter um tempo só seu. Se conhecer melhor, poder falar de você, dos seus sentimentos e encontrar ajustamentos criativos para este tempo de crise pode ser fundamental. Nossos sentimentos vão oscilar, e a psicoterapia nos ajuda a acolher e a lidar com eles de uma forma saudável. 

preste atenção

Esta página de recursos é disponibilizada apenas para fins educacionais. Os recursos referentes à crise do COVID-19 mudam com muita frequência e você deve fazer sua própria pesquisa para garantir que o recurso ainda esteja ativo e preciso.

 

As informações fornecidas aqui não tem a pretensão de ser aconselhamento jurídico ou médico e nunca devem ser interpretadas como tal. Antes de tomar qualquer decisão com base nas informações aprendidas aqui você deve consultar seu advogado, seu médico, seu psicólogo ou outro profissional em sua área de interesse.

 

A Garra não oferece garantias em relação a quaisquer produtos ou serviços mencionados aqui, pois todas as informações são fornecidas “como estão” sem quaisquer representações ou garantias, expressas ou implícitas.

+1 718-619-8529

  • Instagram
  • Facebook Social Icon

©2020 by Garra BR.